Papa Francisco a crianças: “Obrigado pelos seus sonhos e orações!”

o Papa Francisco visitou na tarde do sábado, 21 de dezembro, os pequenos pacientes do Hospital Pediátrico Menino Jesus de Roma, localizado no Janículo.

Fora do hospital, quatro mil pessoas acolheram o Santo Padre. Quinto pontífice a visitar essa estrutura hospitalar, pertencente à Santa Sé, oPapa surpreendeu quando recusou fazer o discurso oficial, para ficar mais tempo com as crianças doentes e seus pais.

“Especialmente com vocês, crianças, Jesus tem uma ligação especial: está sempre perto de vocês”, disse Francisco aos pequeninos.

Como São Francisco de Assis, o Papa prega o Evangelho com a sua pessoa. O Santo Padre visitou várias alas do hospital, como a de Terapia Intensiva, onde encontrou dez crianças e teve um encontro especial com a pequena Giorgia Bernadette, de cinco meses, que nasceu sem intestino. A seguir, o pontífice visitou oito crianças na Reanimação Pediátrica e depois 18crianças na ala de Nefrologia.

Ao chegar à Capela do hospital, depois de ter abençoado uma nova ambulância para Reanimação Pediátrica, o Papa Francisco se encontrou com trinta crianças que sofrem de vários tipos de câncer, e seus pais. Uma menina leu o versículo 1 do Salmo 27, que diz: “O Senhor é minha luz e salvação: de quem terei medo? O Senhor é a fortaleza da minha vida: frente a quem tremerei”?.

A seguir, as crianças doaram ao Papa Francisco uma cesta cheia de bilhetinhos onde estavam escritos seus sonhos e orações. E o pontífice disse:

“Queridas crianças, obrigado pelos seus sonhos e orações que vocês depositaram nesta cesta e deram a mim. Muito obrigado. Nós apresentamos juntos todos eles a Jesus: Ele conhece o que está no fundo do nosso coração.”

Ao lado da capela havia mães e pais do grupo “Filhos do Céu” que perderam seus filhos. Uma mãe deu ao Papa de presente um anjinho, simbolizando as crianças que morreram. O Diretor do Hospital Pediátrico Menino Jesus, Giuseppe Profiti, deu de presente ao Bispo de Roma uma nova estrutura, um projeto de acolhimento para mães e crianças carentes em colaboração com a Cáritas diocesana.

“A realização desse local é o nosso presente ao Senhor para o Natal. Gostaríamos que, com a sua bênção, ele pudesse se chamar ‘Casa Francisco’ e fosse o primeiro de uma longa série”, disse Profiti.

Após esse momento, o Papa fugiu do microfone preparado para ouvir seu discurso previsto. O pontífice preferiu continuar sua visita aos doentes e não as formalidades. Junto com o Santo Padre estava o Secretário de Estado, Dom Pietro Parolin, e seu antecessor, Cardeal Tarcisio Bertone. Estava também presente a Duquesa Maria Grazia Salviati, cuja família fundou e depois doou o hospital à Santa Sé, em 1924. (MJ)

(Rádio Vaticano)

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s