A divisão na Igreja

Aqui está um trecho de uma entrevista do bispo Atanásio Schneider , Bispo auxiliar de Astana, no Cazaquistão, dirigido por Sarah Atkinson e parcialmente publicado no Catholic Herald de 30 de Maio, e, em seguida, em uma versão completa aprovada pelo Bispo Schneider local da Sociedade missa em latim .

Antes da palestra do Professor de Mattei, a manutenção do Bispo Schneider também considerar a questão de uma divisão dentro da Igreja.

Dom Schneider: (…) Vivemos em uma sociedade não-cristã, um novo paganismo. Hoje, a tentação para o clero é para se adaptar ao novo mundo, o novo paganismo de ser colaboradores. Estamos em uma situação semelhante nos primeiros séculos da Igreja, enquanto a maioria da sociedade era pagã e que o cristianismo foi discriminado. ”

Q: Você vê que, por sua experiência na União Soviética?
Dom Schneider: Sim, [eu sei o que é gostar de] ser perseguido, para dar evidência de que você é um cristão.
Somos uma minoria. Estamos cercados por um mundo pagão muito cruel. Tentação e os desafios de hoje podem ser comparados com os dos primeiros séculos. Questionado sobre os cristãos a aceitar o mundo pagão e prová-lo pela queima de um grão de incenso diante da estátua do Imperador ou um ídolo pagão. Mas era a idolatria e não é bom cristão queimou incenso. Eles preferiram dar suas vidas; mesmo as crianças, leigos que foram perseguidos deram suas vidas. Infelizmente, não eram clérigos e bispos que colocados grãos de incenso diante da estátua do Imperador ou um ídolo pagão ou entregues os livros da Escritura para que eles sejam queimados. Tais cristãos e funcionários do clero foram chamados naqueles dias ” thurificati “ou” traditores “.

Agora, hoje a perseguição é mais sofisticado. Nós não pedimos o clero católico ou queimar incenso diante de um ídolo. Seria apenas material. Agora o mundo neo-pagão nos quer passar as suas ideias, como a dissolução do 6 º mandamento de Deus, sob o pretexto de misericórdia. Se alguns membros do clero e bispos começou a colaborar com o mundo pagão hoje nesta dissolução do 6 º mandamento e revisão de como Deus criou o homem ea mulher, em seguida, eles são traidores Fé em última análise, eles participam neste sacrifício pagão.

Q: Você prevê uma divisão na Igreja?

Dom Schneider: Infelizmente, nas últimas décadas, alguns clérigos aceitaram essas idéias no mundo. Mas eles agora seguem publicamente. Como as coisas continuarem assim, eu acho que haverá uma divisão interna na Igreja para aqueles que são fiéis à fé de seu batismo e da integridade da fé católica. Haverá uma divisão com aqueles que abraçam o espírito deste mundo, e haverá uma divisão clara, eu acho. Pode-se imaginar que os católicos que se mantêm fiéis à verdade imutável Católica pode ser, por um tempo de perseguição ou discriminação, mesmo daqueles que têm o poder nas estruturas externas da Igreja . Mas as portas do inferno, isto é heresia não prevalecerão contra a Igreja e seu magistério supremo certamente aprovar uma declaração doutrinária, inequivocamente, rejeitando qualquer tipo de cooperação com essas idéias neo-pagãs para mudar o 6 º mandamento, o significado sexualidade e família. Em seguida, alguns “liberais” e vários funcionários com o espírito do mundo, vários ” thurificati “e” traditores “moderno deixar a Igreja.

Porque Verdade Divina vai irresistivelmente esclarecimentos, e ele vai nos libertar e separar dentro da Igreja o filho da luz divina e filho do mundo pseudo-pagã e anticristã luz. Presumo que essa separação vai afetar todos os níveis de católicos leigos e não excluindo mesmo os membros seniores do clero. Estes membros do clero que agora aceitam o espírito do mundo pagão em questões morais e os da família, assim como os católicos leais ao papa. Eles ainda tratá-los como os extremistas que são fiéis à fé católica ou aqueles que promovem a glória de Cristo na liturgia. (…)

(Fonte: Latin Mass Society, traduzido do Inglês tradução das noções romanas – KID n º 298 de 04/07/14)

Retirado de:
http://www.dici.org/documents/une-scission-dans-leglise/

 

Via Santa Tradição no Brasil

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s