Meriam salva da morte por apostasia – de passagem por Roma com direção a Nova Iorque

Acabou o pesadelo para Meriam: a jovem sudanesa de 26 anos condenada à morte por apostasia, quando estava no oitavo mês de gravidez, está livre e chegou na manhã desta quinta-feira a Roma. A mulher, com o marido e os dois filhos, entre os quais a pequena Maya, nascida há dois meses na prisão, chegaram a Ciampino com um voo patrocinado pelo Estado Italiano, onde a esperavam o Primeiro-Ministro Matteo Renzi e esposa e o Ministro dos Negócios Estrangeiros Federica Mogherini.
Para as autoridades do seu país o crime de Meriam era ter casado com um cristão e ter-se convertido à religião do marido. Por isso foi presa e condenada à morte. Em plena audiência o juiz chamou-a pelo nome árabe Adraf Al-Hadi Mohammed Abdullah e pediu-lhe para se converter novamente ao Islão. Meriam na ocasião afirmou: “Eu sou cristã e não cometi apostasia”. Provavelmente, terá sido também esta resposta que provocou a sua condenação à morte.Esta sentença provocou reações em todo o mundo e em particular o empenho do governo italiano, que agora teve um feliz epílogo. Meriam deu à luz a filha Maya durante o seu tempo de detenção em condições durissimas.

 

No dia 23 de junho o tribunal decidiu a sua libertação, mas logo após foi de novo presa num controlo de documentos em pleno aeroporto onde pretendia viajar para os Estados Unidos da América, pois o marido tem nacionalidade norte-americana. Detida por pouco tempo refugiou-se de seguida na embaixada deste país em Kartum, onde recebeu o passaporte que lhe permitiu hoje viajar até Roma e dentro de dias para Nova Iorque. (RS)

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s