Papa Francisco reza em cemitério de bebês abortados…

papa-cementerio-nonatos--644x362“Taeahdongsan”. Um lindo jardim onde se pode ver uma estátua da Sagrada Família. Seria um belo cenário bucólico se não houve um detalhe triste: A imagem está rodeada de centenas cruzes de madeira brancas que representam os não-nascidos, ou seja, umcemitério de seres humanos abortados. Foi neste lugar que o Papa Francisco orou em silêncio neste sábado, em sua visita a Coréia do Sul.

A Coreia do Sul tem uma alta taxa de abortos, e segundo os últimos dados oficiais divulgados em 2005, foram praticadas 340 mil interrupções voluntárias da gravidez contra 440 mil nascimentos. A lei sul-coreana do aborto estabelece regras para a interrupção da gravidez, como estupro, incesto, perigo para a saúde da mãe e doenças hereditárias, e limita o procedimento até 24 semanas de gestação. Mas assim como no Brasil, raramente a lei para pune quem pratica o aborto.

Infelizmente a Coréia do Sul tem políticas de redução da taxa de fertilidade para combater a superpopulação, implantadas na década de 60 pelo governo.

Até onde procurei, não encontrei nenhum pronunciamento do Santo Padre com relação a este trecho da visita, porém diante da imagem que vemos quem precisa de palavras?

Qualquer ser humano que defenda a vida desde a sua concepção não tem como não se emocionar diante de um cenário triste e lamentável: centenas de túmulos de crianças que nem chegaram a nascer. E como não seriam seres humanos aqueles que foram enterrados?

É fato que poucos sites jornalísticos noticiaram a visita (talvez influenciados pelo capital dos abortistas ou pela ideologia da morte). Mas mesmo assim, imagens como estas correm o mundo, sobretudo pela internet, e mostram o comprometimento da Igreja Católica Apostólica Romana com a vida desde a sua concepção.

Quanto a nós brasileiros, cabe lutar (e lutar muito!) para que em um futuro próximo não tenhamos vários cemitérios de fetos, como o “Taeahdongsan” (haja vista que nosso governo atual é comprometidamente participativo da cultura da morte).

Pax Domini

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s