Padre excomungado ataca Papa Francisco em vídeo

O padre Beto, que teve sua excomunhão aceita pela Santa Sé, fez um vídeo intitulado “E ai Papa?” no qual não esconde sua decepção com Francisco.

Posando de pobre vitima da Igreja opressora, Beto tenta chamar a atenção de Sua Santidade Francisco usando um tom irônico e agressivo. No vídeo o padre dispensa todos os títulos de veneração ao Papa e resolve falar de igual para igual. Alias, é importante perguntar: quem é o Papa na cabeça de Beto, não seria ele mesmo o Papa?. Talvez movido pelo sentimento que teria seu papado usurpado por Francisco, aponta o dedo para a câmera e diz: “O interessante é que você desde o inicio de seu papado vem se mostrando aberto a pelo menos ao dialogo. E, de repente vem a ratificação de minha excomunhão”.

Aproveitando para fazer seu marketing pessoal, afinal Francisco provavelmente não assistirá tal vídeo, Beto declara que é um teólogo e como tal teve que refletir de temas que “estão por aí” e conclui: “por que fui excomungado?”, indaga o pe. Beto. Evidentemente Beto se põe no papel de sociólogo, mas diz que essa “reflexão” é o papel de um teólogo.

Prosseguindo sua linha de desaforos, Beto declara que caso Francisco tenha assinado (como de fato fez) sua excomunhão, logo ele é incoerente, pois não excomunga os padres pedófilos. Ora, como bom teólogo, que declarou ser no vídeo, Beto deveria saber a diferença de graduação dos pecados e o porque existe uma medida disciplinar da excomunhão. Se estivesse feito uma catequese básica em qualquer paróquia, sabia que a excomunhão e o pecado grave se resolvem no confessionário. Mas, Betinho não quer saber de voltar atrás e nos faz refletir: Afinal, é a fé que se dobra ao homem e assume o relativismo como unica face possível ou é o homem que adere a fé e acredita, ao menos, em tudo que constituí o seu cerne?

Beto, pobrezinho, não sabia de nada e foi, como declara, “conduzido de forma traiçoeira a uma sala de inquisição” por seu bispo sem que fosse avisado, embora tenha sido advertido por seu bispo por três anos seguidos. Mas, o que importa? Três anos é muito pouco para o menino.

Concluindo seu vídeozinho ele pergunta ao Papa: “Será que (fui) foi excomungado porque é  simplesmente um brasileiro que vive numa cidadizinha do interior de São Paulo e não vai dar repercussão nenhuma no Brasil e nem no exterior?”. Coitadinho, aparecer em todos os jornais de relevância do país, dar entrevistas em vários programas e rádios não conseguem preencher o vazio de sua atenção.

Enfim, rezemos por essa pobre alma.

Veja o video

ideo:

Via: FidesPress

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s