Estado Islamico atira homens de prédio por serem gays

Dois homens que seriam homossexuais foram atirados do telhado de uma torre, em Mosul, na província de Nineveh, no Iraque, pelo grupo extremista Estado Islâmico, conhecido internacionalmente como ISIS. As imagens chocantes da “punição” foram compartilhadas pelos membros da grupo através do Justpaste.it, um site de compartilhamento de imagens, e rapidamente foi reproduzido em redes sociais, como o Twitter.

Execuções teriam acontecido na província de Nineveh, no Iraque

Execuções teriam acontecido na província de Nineveh, no Iraque Foto: Reprodução/Twitter

Na imagem, é possível ver homens encapuzados empurrando os dois homens, enquanto uma multidão assiste à queda, na rua. No meio dos espectadores da execução, outros dois homens são crucificados.

“O tribunal islâmico em Wilayet al-Furat decidiu que um homem que tenha praticado sodomia deve ser jogado do ponto mais alto da cidade e, em seguida, apedrejado até a morte”, afirmou um membro do ISIS em uma declaração fornecida à AFP juntamente com as imagens. Em novemnro do ano passado, outros dois homens acusados pelos jihadistas de serem gays foram apedrejados até a morte.

Execuções públicas

O Estado Islâmico domina parte do território da Síria e do Iraque. Nestes locais, as execuções públicas têm se tornado comum. Em outras imagens divulgadas pelo grupo, uma mulher que teria cometido adultério é apedrejada até a morte. Acusados de roubo e outros crimes são crucificados e mortos no meio da rua.

Na pesquisa “Traçando o perfil do Estado Islâmico”, Charles Lister, do instituto Brookings Doha Center, que analisa o cenário geopolítico e social do mundo muçulmano, descreve a versão de governo islâmico proposto pelo ISIS: “A implementação de uma forma estrita da sharia (conjunto de leis islâmicas) é claramente central para a governança do ISIS. Isso inclui a imposição da hudud (punições islâmicas fixas para crimes graves), aplicação das cinco orações diárias, proibição de drogas , álcool e tabaco; controle da aparência pessoal, incluindo vestuário; proibição de jogos de azar, de música não- islâmica, e mistura de gênero; e a destruição de santuários religiosos, entre outras regras”.

 

Via “Extra”

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s