Mais de 100 milhões de cristãos são perseguidos no mundo

A Caritas Italiana publicou dossiê intitulado “Cristãos perseguidos: entre terrorismo e migração forçada”. Segundo o documento publicado na quinta-feira (30), são mais de 100 milhões os cristãos vítimas de discriminações, perseguições e violências perpetradas por regimes totalitários ou seguidores de outras religiões.

Na Coreia do Norte, existem de 50 a 70 mil cristãos nos campos de detenção. Depois vem a Somália, Iraque, Síria, Afeganistão, Sudão, Irã e outros países onde milhares de cristãos sofrem vários tipos de perseguição. Calcula-se que, de novembro de 2013 a 31 de outubro de 2014, os cristãos mortos por razões ligadas à sua fé tenham sido mais de 4,3 mil. As igrejas atacadas pelo mesmo motivo foram mais de 1 mil.

Intolerância

Segundo a Caritas Italiana, muitas vezes vê-se um aumento preocupante da intolerância que afeta muitas outras minorias religiosas e étnicas. Diante desse, quadro a comunidade internacional permanece em silêncio. O dossiê quer dar voz aos testemunhos silenciosos de muitos cristãos que continuam mantendo firme sua fé, colocando em risco suas vidas. A Caritas Italiana oferece apoio aos cristãos perseguidos, sobretudo no Iraque, onde a ajuda concreta é dada também a todas as pessoas da minoria religiosa iezites.

O documento evidencia que muitas vezes as guerras de religião escondem interesses políticos e econômicos. O dossiê sublinha também os muitos fatos que testemunham a ajuda recíproca entre as pessoas simples, cristãos e muçulmanos que colocam em risco suas vidas para salvar uma pessoa que professa uma fé diferente.

Fonte: Rádio Vaticano

 

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s