Estado Islâmico liberta 22 cristãos assírios sequestrados há seis meses

image

O Estado Islâmico (ISIS) libertou 22 cristãos assírios que estiveram sequestrados durante meses, informou ontem a Federação Assíria da Suécia.

Os reféns do ISIS, estavam entre as mais de 200 pessoas sequestradas em fevereiro deste ano e foram liberados no nordeste da Síria. O grupo terrorista os enviou em um ônibus perto da cidade de Hasakah, lugar no qual foram recolhidos por habitantes locais.

O presidente da Federação Assíria da Suécia, Afram Yakoub, indicou à agência de notícias árabe ‘Al Jazeera’ que “a maioria dos libertados são idosos e estão com problemas de saúde”. Além disso, 14 reféns libertados são mulheres.

Desde que começaram os sequestros massivos, somente 45 pessoas conseguiram ser resgatadas das mãos do Estado Islâmico.

Yakoub explicou realizaram negociações “entre os líderes assírios e os líderes sunitas que juraram lealdade ao ISIS”. Logo após um acordo eles foram libertados sem pagar resgate ao ISIS. O diretor da organização assíria também denunciou que “durante seu cativeiro, o ISIS tratou de convence-los para a converter-se ao Islã”.

Além disso, embora não estejam feridos, o ISIS separou os homens das mulheres e crianças, e os aglomeraram dentro de pequenas habitações. “Nos alimentaram com uma comida horrível”, disse ainda um dos sequestrados falando dos mal tratos que sofreram nas mãos dos Jihadistas.

O diretor afirmou que estão em curso negociações para assegurar a libertação de outros

200 sequestrados e “o que sabemos é que já estão na Síria, na província de Hasakah ou na província de Raqqa”.

“Desde fevereiro deste ano havíamos perdido toda a nossa esperança, mas o que aconteceu hoje nos devolve a esperança”, disse ontem à agência de notícias.

Há apenas uma semana, o ISIS sequestrou 230 pessoas, entre eles 60 cristãos, no Quariatain, localizada na zona central da Síria.

Via ACI Digital

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s