Jihadista do Estado Islâmico mata a própria mãe, em público, após ela pedir que abandonasse o grupo

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) informou nesta sexta-feira (8) que um jihadista sírio de 20 anos matou em público a própria mãe após ela tentar convencê-lo a abandonar o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Leena Al-Qasem, de 40 anos, viajou os 50 quilômetros entre Tabaqa, onde residia, e Raqqa, reduto do EI na Síria, para pedir que Ali Saqr retornasse para casa. A mãe temia pela morte do jovem em um dos bombardeios à cidade realizados pela coalização internacional liderada pelos Estados Unidos.

O terrorista lutou ao lado do Exército Sírio Livre e também da Frente Al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda, antes de unir-se ao EI. De acordo com o OSDH, ele relatou o pedido da mãe aos superiores, que determinaram a detenção da mulher por abandono da fé.

Após a prisão, o jovem foi incumbido de matar Lina com um tiro na cabeça em uma praça, diante de quase 100 pessoas, dando mais uma prova das crueldades que o grupo, que se diz religioso, é capaz de fazer.

O Observatório contabilizou cerca de 50 “crimes” que a monstruosa doutrina do Estado Islâmico pune com a morte, entre eles adultério, homossexualidade, zoofilia e “exposição dos órgãos genitais”.

O EI comete com frequência todo tipo de atrocidades, que vão da destruição de monumentos considerados patrimônio mundial da humanidade até as execuções por decapitação ou a escravidão e agressões sexuais.

Via Ucho.info

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s