As modas do mundo e a perdição dos cristãos

Conheça o alerta de Nossa Senhora de Fátima sobre as modas mundanas, que serão a causa da perdição de muitos cristãos no inferno.

Em 1917, nas aparições de Fátima, em Portugal, Nossa Senhora já nos alertava para o grande mal que as modas do mundo causariam aos cristãos católicos, especialmente às famílias, levando muitas almas à perdição eterna. Estas modas mundanas são as portas pelas quais a degradação moral tem entrado nos matrimônios, nas famílias, e consequentemente na sociedade. Cada vez mais, a imoralidade tem se tornado uma realidade presente em todos os ambientes, nos lares, no trabalho, nos locais públicos. Não é mera coincidência que nos dias de hoje cresce assustadoramente o número de casais separados, filhos abandonados, famílias inteiras desfeitas, por vezes tragicamente, por causa do ciúme, da malícia, do adultério, da prostituição.

Há mais de quatrocentos anos atrás, em 1610, nas aparições de Quino, no Equador, Nossa Senhora do Bom sucesso já profetizava a respeito da sensualidade, que varreria o mundo em nossos dias: “nesses tempos estará a atmosfera saturada do espírito de impureza, que a maneira de um mar imundo correrá pelas ruas, praças e logradouros públicos com uma liberdade assombrosa”1. Como não enxergar esta realidade espiritual, descrita por Nossa Senhora, nas modas cada vez mais sensuais, que levam à impureza nos pensamentos, à imoralidade sexual, à perdição de muitas almas no inferno. Estas modas mundanas, que ofendem gravemente o Senhor, foram inventadas para destruir a Igreja Católica a partir de dentro. Por isso, Nossa Senhora manifestou-se em Fátima aos três pastorinhos, para nos ensinar os dois últimos remédios contra os males do mundo.

A falta de modéstia e as modas que ofendem Deus

Em Fátima, Nossa Senhora faz uma revelação surpreendente: “Os pecados que lançam a maioria das almas no inferno, são os pecados de impureza”2. A este respeito, vejam o que o demônio diz, em um exorcismo, a sobre as saias curtas: “Com elas agarro os homens e mulheres e encho o meu reino. [gargalhada longa e estridente] que satisfação, que alegria, que contentamento…”3. Se por um lado a falta de modéstia e a imoralidade no vestir desagradam e ofendem Deus, estas causam satisfação, alegria, contentamento, em Satanás. Podemos dizer o mesmo das roupas decotadas, justas e sensuais, que as mulheres vestem em nossos dias. Estas certamente desagradam Deus e agradam os demônios. A corrupção moral chega hoje a tal ponto que as roupas sensuais também são usadas por homens.

Como bons católicos, não deixemos que o espírito do mundo entre em nossas vidas, especialmente em nosso modo de nos vestir. Pois, as modas do mundo carregam a atmosfera espiritual em que vivemos com o espírito de impureza. Nestes tempos, nos quais estão em perigo muitas almas, é importantíssimo que redescubramos a beleza da modéstia católica no vestir. Esta redescoberta deve começar pelas crianças, pois até mesmo elas são atingidas pelas modas mundanas. Infelizmente, muitas meninas se vestem e se maquiam como verdadeiras prostitutas, incentivadas por mulheres já contaminadas pelo espírito do mundo. A este respeito, Nossa Senhora do Bom Sucesso já nos alertava que em nossos dias: “quase não se encontrará inocência nas crianças, nem pudor nas mulheres”4.

A impureza, que entrando sutilmente nos ambientes domésticos, até mesmo nos lares cristãos, “perderá as crianças e o demônio se gloriará de alimentar com o requintado manjar dos corações dos meninos”5. Por isso, nós adultos, homens e mulheres, devemos cuidar do nosso modo de vestir, mas também das crianças, para que a sensualidade e o espírito de impureza não entre em nossas vidas. Ademais, com muito mais razão, “as pessoas que servem a Deus não devem seguir essas modas”6, como pediu Nossa Senhora em Fátima.

Estas modas tiram a dignidade da humanidade, criada à “imagem e semelhança” de Deus7, por isso, ofendem muito o Senhor. Além disso, a impureza causada pela falta de modéstia no vestir é um pecado grave, pois é contrária à nossa vocação à santidade e uma ofensa a Santíssima Trindade.

Assista ou ouça programa do Padre Paulo Ricardo sobre “A dignidade da mulher”:

A moda inventada pelos inimigos da Igreja Católica

Diante da nossa realidade atual, podemos nos perguntar: como é possível que modas mundanas, que ofendem muito Jesus Cristo, sejam adotadas por famílias católicas? A pequena Jacinta, inspirada por Nossa Senhora, responde e nos diz que essas modas serão inventadas: “Certos estilos que serão inventados irão ofender muito Nosso Senhor”8. Estas modas foram inventadas pelas seitas Maçônicas, que têm a intenção de servir Satanás e de destruir a Igreja Católica. Vejamos atentamente o que membros desta seita dizem a respeito dessa invenção diabólica:

“O catolicismo não teme uma espada muito afiada mais do que as monarquias temiam. Mas estes dois fundamentos da ordem social podem entrar em colapso sob a corrupção; nunca nos cansemos de corrompê-los. Tertuliano estava certo em dizer que do sangue dos mártires nascem cristãos; não vamos fazer mártires; mas vamos popularizar o vício entre as multidões; que eles possam respirar isso por meio de seus cinco sentidos; que eles possam beber e ficar saturados. Faça corações perversos e não haverá mais católicos. É a corrupção em grande escala que empreendemos… a corrupção que deve um dia permitir-nos conduzir a Igreja à sua sepultura. Ultimamente, eu ouvi um dos nossos amigos rindo filosoficamente sobre nossos projetos, dizendo: ‘Para destruir o catolicismo, devemos acabar com as mulheres’. A ideia é boa de certa forma, mas já que não se consegue se livrar das mulheres, vamos corrompê-las com a Igreja.Corruptio optimi, pessima. A melhor adaga para atacar a Igreja é a corrupção”9.

É importante notarmos que entre os vícios, que entram pelos sentidos, está a corrupção no modo de vestir, que entra pelos nossos olhares. Muitos não consideram estes como pecados graves. No entanto, Jesus Cristo diz o contrário: “Eu, porém, vos digo: todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher, já adulterou com ela em seu coração”10. O adultério é um pecado grave e este diz respeito às pessoas que olham e também às que são objeto do olhar. Dessa forma, uma mulher mal vestida pode adulterar com muitos homens ao mesmo tempo e multiplicar o pecado de modo extraordinário. Pensemos numa simples foto de uma mulher nua, ou seminua, que pode levar milhões e milhões de homens ao pecado, através de gerações e gerações, principalmente através da Internet. Este é apenas um dos modos pelos quais multidões de católicos “bebem e ficam saturados” do espírito de impureza, como disse Nossa Senhora que estaria saturada a atmosfera espiritual em nossos tempos.

Assista ou ouça programa do Padre Paulo Ricardo com o tema “Modéstia: Como as mulheres devem se portar (I)”:

Os dois últimos remédios para a salvação da humanidade

O conhecimento da mensagem de Nossa Senhora em Quito, no Equador, em La Salette, na França, e em Fátima, em Portugal, é de suma importância para a compreensão da terrível situação de corrupção social e religiosa da humanidade em nossos tempos. “Quanto mais ela se espalhar, mais irá despertar um medo salutar e numerosas conversões para Deus”11. As advertências de Nossa Senhora, nestas três aparições, evidenciam que o nosso dever de manter a fé e permanecer em estado de graça é muito mais exigente em nossos dias do que era no passado, principalmente por causa do maior poder dos demônios, da crise sem precedentes na história da Igreja Católica, e do estado geral de corrupção e apostasia do mundo. Consequentemente, para permanecer na verdadeira fé e evitar todo pecado, devemos fazer esforços heroicos na prática das virtudes, na oração e na recepção dos sacramentos. Além disso, devemos deixar as vaidades, os prazeres e as modas do mundo, que são a causa de todos os tipos de tentações e pecados.

Irmã Lúcia falou ao Padre Agustin Fuentes sobre a necessidade de cada um de nós assumir a responsabilidade da nossa própria santificação e não esperar por ajuda do Vaticano ou dos bispos, padres ou religiosos, antes de começar: “Padre, não devemos esperar que um apelo ao mundo venha de Roma por parte do Santo Padre, para fazer penitência. Também não devemos esperar que o apelo à penitência venha de nossos bispos em nossa diocese, nem das congregações religiosas. Não! Nosso Senhor já usou muitas vezes estes meios e o mundo não prestou atenção. É por isso que agora, é necessário que cada um de nós comece a reformar-se espiritualmente. Cada pessoa deve não apenas salvar a sua própria alma, mas também as almas que Deus colocou em nosso caminho… O diabo faz tudo o que está seu poder para nos distrair e tirar de nós o amor pela oração; seremos salvos juntos ou seremos condenados juntos”12.

Nestes tempos, nos quais a corrupção dos costumes é quase geral e as modas que desagradam e ofendem Deus se multiplicam a cada dia, Nossa Senhora revelou-nos os dois últimos remédios contra os males deste mundo: o Santo Rosário e a Devoção ao Imaculado Coração de Maria13. Estas duas devoções nos ajudarão em nossa renovação espiritual, a nos afastar do espírito do mundo e, em consequência, mudar o nosso modo de vestir, para não mais ofender Deus. Além disso, esta devoções serão também remédio para os males do mundo, para a salvação das almas dos pecadores.

Assista ou ouça programa do Padre Paulo Ricardo com o tema “Masculinidade: o que está acontecendo com os homens?”:

Como romper com o espírito do mundo e viver a modéstia no vestir?

Assim, Nossa Senhora nos ajuda a conhecer estes grandes males de nosso tempo, que são as modas segundo o espírito do mundo. Estas ofendem imensamente Deus porque ferem a nossa dignidade de filhos e levam muitos almas à perdição eterna. Entre essas almas condenadas ao inferno estão muitos católicos, que são vítimas da corrupção dos costumes e da falta de modéstia no vestir. Por isso, precisamos romper definitivamente com o espírito mundano, se queremos salvar as nossas almas e contribuir para que outras também sejam salvas.

Para romper com o espírito do mundo, as mulheres devem conscientizar primeiramente de sua dignidade, e de que estão sendo usadas para acabar com os matrimônios, as famílias, a Igreja Católica e a sociedade como um todo, levando os homens ao pecado da impureza, da imoralidade sexual. A partir dessa consciência, as mulheres primeiramente devem fazer uma revisão de vida e romper com todas as influências do mundo. As roupas imodestas: saias, vestidos e shorts curtos e/ou decotados, calças coladas excessivamente ao corpo. Apesar de existirem calças que em si não são escandalosas e podem muito bem ser usadas pelas mulheres católicas, recomendamos os vestidos e as saias longos. Pois, estas dizem muito mais da modéstia católica no vestir, que as mulheres de hoje são chamadas a redescobrir, em vista da sua dignidade de filhas de Deus, e também porque cobrindo os seus corpos, as mulheres valorizam a sua alma. Além das roupas, as mulheres devem rever-se em relação à maquiagem, perfumes, sapatos, acessórios, e outros, que não condizem com a modéstia católica. Guardar a modéstia, especialmente no vestir, é um dever de caridade para com os homens. Por isso, ao vestir-se sem modéstia, a mulher peca não somente por atrair olhares maliciosos, mas também porque deixa de fazer o bem vestindo-se modestamente.

Quanto a nós, homens católicos, devemos também olhar nosso vestuário, como calças e camisas apertadas demais, e outros objetos que não condizem com a modéstia católica, como correntes, óculos, relógios e outros objetos e chamativos. A moda da “ostentação”, que no Brasil está em alta, é um bom exemplo do que não devemos fazer, inclusive em relação a automóveis, motocicletas e outros veículos motorizados. No entanto, para nós, a modéstia deve estar principalmente em nossos olhares para as mulheres. Devemos travar uma grande luta para evitar olhares maliciosos, tanto nas ruas e lugares públicos, mas também em “ambientes virtuais”, como a internet, a televisão, o cinema, as revistas, os filmes. Pois, em todos estes “lugares” podemos pecar contra a castidade. Ao perceber uma mulher mal vestida, a melhor estratégia é “fugir”, desviar o olhar do que nos colocar em perigo de pecar gravemente. Devemos fugir das ocasiões do pecado. Pois, “um sem-número de cristãos se perde por não querer evitar as ocasiões de pecado”14, diz Santo Afonso.

Por fim, para homens, mulheres, inclusive crianças, Nossa Senhora revelou os últimos “remédios” contra os males deste mundo: oSanto Rosário e a Devoção ao Imaculado Coração de Maria. Lembremo-nos que Nossa Senhora de Fátima apareceu a três crianças, Lúcia, Francisco e Jacinta. A exemplo destas três humildes crianças, somos chamados a rezar muito, fazer muitos jejuns, sacrifícios e penitências pela salvação dos pecadores. Nos apliquemos no uso destes “remédios” para a cura de nossas almas do espírito de impureza e para a salvação de muitas almas que “vão para o inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas”15. Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

Natalino Ueda, escravo inútil de Jesus em Maria.

Links relacionados:

PADRE PAULO RICARDO. Feminismo, o maior inimigo das mulheres.

PADRE PAULO RICARDO. Feminilidade: o que está acontecendo com as mulheres?

PADRE PAULO RICARDO. Maternidade.

PADRE PAULO RICARDO. Modéstia: Como as mulheres devem se portar (II).

PADRE PAULO RICARDO. Virgindade e Espiritualidade.

PADRE PAULO RICARDO. Masculinidade: o que está acontecendo com os homens de Deus?

Referências:

1 PADRE MANUEL SOUZA PEREIRA. Vida admirável de Madre Mariana de Jesus Torres. Tomo II, p. 271-272.

2 ASSOCIAÇÃO DEVOTOS DE FÁTIMA. Nossa Senhora e a Modéstia: Legado Espiritual através de Maria e com Maria – Parte Final.

3 PELLEGRINO ERNETTI. Estratégias de Satanás: O Demônio existe! A era de Satanás: a nossa!, p. 19.

4 PADRE MANUEL SOUZA PEREIRA. Op. cit., p. 271.

5 Idem, ibidem.

6 ASSOCIAÇÃO DEVOTOS DE FÁTIMA. Op. cit.

7 Gn 1, 26.

8 Idem, ibidem.

9 BENEDITINOS. Nossa Senhora e a Modéstia. Citação da Carta de Vindice para Nubius; [pseudônimos dos 2 líderes da Alta Venda Italiana] datada de 09 de agosto de 1838.

10 Mt 5, 28.

11 BENEDITINOS. Op. cit. Palavras de Melanie, vidente de La Salette.

12 Idem, ibidem.

13 Revelações feitas pela Irmã Lúcia ao Padre Agustin Fuentes, postulador da causa de beatificação de Francisco e Jacinta, em uma conversa realizada em 26 de dezembro de 1957.

14 PADRE PAULO RICARDO. Na luta contra a impureza, vence quem foge.

15 PADRE PAULO RICARDO. O Milagre do Sol, “para que todos acreditem”.

Via Todo de Maria

Anúncios

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de "Kerigma, A Proclamação da Palavra". Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s