Estado Islâmico sequestra três cristãos na Líbia

O grupo terrorista do Estado Islâmico (ISIS) sequestrou no dia 11 de julho três cristãos no povoado do Nufliyah, localizado em Sirte (no norte da Líbia), segundo confirmou Mohammed Hijazi, porta-voz militar do governo líbio.

Conforme informou a agência vaticano Fides, um ganense, um nigeriano e um egípcio copto foram sequestrados. Sirte é considerada um dos baluartes do Estado Islâmico no país africano.
Por sua parte, os terroristas islâmicos reivindicaram a autoria do sequestro ao publicar nas redes sociais fotos dos documentos de identidade dos reféns. Fontes egípcias consultadas pela Agência Fides indicaram que iniciaram ações para obter a libertação dos três cristãos mediante o pagamento de um resgate.

Esta não é a primeira vez que o ISIS ataca os cristãos na Líbia. Em fevereiro deste ano, decapitaram 21 egípcios coptos e em abril fizeram o mesmo com outros 30 cristãos coptos. Em junho também sequestraram 86 cristãos eritreus, entre eles mulheres e crianças.

Por outro lado, ontem, Fides também reportou o sequestro de quatro italianos em Mellitah. Trata-se de quatro técnicos, funcionários de uma companhia italiana que trabalha nas plataformas petrolíferas localizada ao norte da Líbia. No momento, não se têm notícias sobre a natureza do sequestro nem de seus autores.